Consórcio

Tal como previsto na Convenção de Financiamento, foi lançado um concurso para recrutamento de uma Assistência Técnica Institucional ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, da Cooperação Internacional e das Comunidades (MNECIC) da Guiné-Bissau para a implementação de uma Unidade de Gestão do Programa (UGP) “Nô Pintcha Pa Dizinvolvimentu”— Programa de Apoio aos Actores Não Estatais X FED (referência de publicação - EuropeAid/130222/D/SER/GW), contrato atribuído ao consórcio composto pela Organização Não Governamental (ONG) Portuguesa Instituto Marquês de Valle Flôr (IMVF) e pela CESO CI Internacional, SA (CESO CI).

 

Instituto Marquês de Valle Flôr
O IMVF - Instituto Marquês de Valle Flôr é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) que desenvolve projectos prioritariamente no espaço da CPLP, tendo por objectivo comum garantir que as vidas das pessoas mais afectadas pelos processos de desenvolvimento dos seus países ganhem prioridade na agenda política e económica, melhorar a vida das populações com menos recursos e garantir um desenvolvimento humano sustentado. Em nove países – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste, a que se acrescenta mais recentemente a Ilha das Flores, na Indonésia – o IMVF desenvolve actualmente cerca de 30 projectos. 

O IMVF nasceu há 60 anos, pela mão da Marquesa de Valle Flôr, Dona Maria do Carmo Constantino Ferreira Pinto, de forma a perpetuar a memória de seu marido, o Marquês de Valle Flôr. O objectivo inicial da instituição foi o apoio à investigação na área da saúde (doenças tropicais) e a assistência à população mais carenciada, especialmente em S. Tomé e Príncipe. Nos anos 80, com a entrada na Comunidade Económica Europeia, o IMVF iniciou uma nova fase, respondendo a novas orientações para a Cooperação com os países africanos de expressão portuguesa. Estende as suas áreas de intervenção, lança novas pontes com o espaço CPLP e assume como missão agir nos países de língua portuguesa, com as pessoas e pelas pessoas, em prol de um desenvolvimento global nos domínios da Saúde, da Educação, dos Direitos Humanos, da Capacitação Institucional, da Segurança Alimentar, da Reabilitação e da Ajuda Humanitária de Emergência. 

Hoje, com 60 anos de trabalho, o IMVF procura responder aos desafios do presente, ciente de que a crise económica mundial veio acentuar as dificuldades das populações mais vulneráveis.


GRUPO CESOCI
Resultado de um projecto empresarial iniciado em 1981, o Grupo representa a aliança estratégica de competências que se estendem simultaneamente singulares e complementares, em prol da aproximação dos seus serviços a quem deles beneficia. Dinamizado pela CESO INTERNACIONAL SA, o Grupo CESO CI integra a CESO CI Portugal SA, a CESO CI Moçambique, a CESO CI Angola e uma representação na Guiné-Bissau. 

O GRUPO CESO CI, com sede em Portugal, desenvolveu isoladamente ou em consórcio, mais de 400 contratos de assistência técnica em 103 países – Africanos, Asiáticos, Europeus, Latino-Americanos e Mediterrânicos –, envolvendo consultores de 30 países. Comemorou no Ano de 2011, 30 anos de existência do projecto Empresarial Ceso CI.