Programa de Formação Inicial

Criado dentro da perspectiva de que os Actores Não Estatais venham a melhorar sua governação interna e sua capacidade de conceber acções de desenvolvimento e diálogo sobre as políticas de desenvolvimento.

O Programa de Formação Inicial, dirigido às organizações com menor experiência e capacidade técnica, é constituído por quatro módulos base, nomeadamente, Gestão do Ciclo de Projecto, Planificação EstratégicaGestão OrganizacionalAnimação Comunitária.

Para o efeito, foi lançado um convite à apresentação de inscrições para as bolsas do Programa de Formação inicial, com ampla divulgação através do envio de cartas, pelas rádios e da realização de sessões de informação em todas as regiões do país (Junho 2012). Assim, das 210 candidaturas recebidas, foram seleccionadas 136 Organizações Comunitárias de Base (OCB) distribuídas pelas diferentes regiões da Guiné-Bissau.

A lógica de implementação do Programa de Formação Inicial tem subjacente um acompanhamento regular das organizações nas quatro áreas referidas. Neste âmbito, foram recrutados quatro técnicos regionais para cobrirem as seguintes regiões: Gabu/Bafatá; Canchungo/Mansoa/Biombo; Buba/Catió; Bissau/Bolama/Bijagós. Os técnicos/formadores regionais receberam formação específica para leccionarem estes módulos, procurando-se assim reforçar também a capacidade nacional ao nível formativo e a continuidade deste tipo de actividade.

Além de ministrarem formações, os técnicos regionais assumiram também as seguintes responsabilidades: divulgação das formações; recepção e encaminhamento de inscrições; preparação da logística das formações; divulgação do lançamento de convites à apresentação de micro-projectos. Tudo isso em concertação com a coordenação da UGP (Unidade de Gestão de Programa), que é garantida através de encontros para avaliação e planificação conjunta das actividades.

A tabela seguinte apresenta os Módulos do Programa de Formação Inicial implementado junto dos ANEs nas diferentes regiões da Guiné-Bissau.

 

OP Módulo Data Locais da formação Regiões abrangidas Nº ANEs previstos Nº participantes Formador regional
OP2   Gestão de Ciclo de Projecto  30-07 a 03-08/2012  Bafatá  Bafatá  15 15  Luís E. Silva 
Canchungo Cacheu  15 15 Romário M. Baldé
Buba  Quinara  17 17 Malam Dabó
Bubaque Bubaque 14 12 Naiel Cassamá
Gestão de Ciclo de Projecto  13-17/08/2012  Gabu Gabu 12 11  Luís E. Silva 
Mansoa  Oio e Biombo  20 20 Romário M. Baldé
Catió Tombalí 20 20 MalamDabó
Bissau SAB e Bolama  23 20 Naiel Cassamá
Gestão Organizacional 19-23/11/2012 Bafatá Bafatá 15 14 Luís E. Silva
Buba Quinara 17 17 Malam Dabó
Mansoa Oio e Biombo 20 20 Naiel Cassamá
Bissau SAB e Bolama 23 22 Luís E. Silva
Planificação Estratégica 17-21/12/2012 Bafatá Bafatá 15 15 Luís E. Silva
Buba Quinara 17 17 Malam Dabó
Mansoa Oio e Biombo 20 20 Romário M. Baldé
Bissau SAB e Bolama 23 23 Naiel Cassamá
Animação Comunitária 28-01 a 01/02/2013 Bafatá Bafatá 15 15 Luís E. Silva
Buba Quinara 17 17 Malam Dabó
Mansoa Oio e Biombo 20 20 Romário M. Baldé
Bissau SAB e Bolama 23 23 Naiel Cassamá
OP3 Gestão Organizacional 18-22/03/2013 Gabu Gabu 12 12 Luís E. Silva
Catió Tombalí 20 20 Malam Dabó
Canchungo Cacheu 15 15 Romário M. Baldé
Bubaque Bolama - Bijagós 14 13 Naiel Cassamá
Planificação Estratégica 25-29/03/2013 Gabu Gabu 12 12 Luís E. Silva
Catió Tombalí 20 20 Malam Dabó
Canchungo Cacheu 15 15 Romário M. Baldé
Bubaque Bolama - Bijagós 14 13 Naiel Cassamá
Animação Comunitária 02-06/04/2013 Gabu Gabu 12 12 Luís E. Silva
Catió Tombalí 20 20 Malam Dabó
Canchungo Cacheu 15 15 Romário M. Baldé
Bubaque Bolama - Bijagós 14 13 Naiel Cassamá
Total 544 533  

 

O programa de Formação Inicial está concluído. No entanto, no âmbito do 3º Concurso para atribuição de subvenções, lançado nas regiões, o UE-PAANE continuou a trabalhar junto destas organizações. O público-alvo deste 3º Concurso foi as 136 organizações do Programa de Formação Inicial, das quais 16 foram seleccionadas para o financiamento das suas iniciativas, como forma de continuar o reforço de capacidades iniciado com a formação. Após a conclusão das acções financiadas no quadro do 3º Convite, 15 destes projectos foram seleccionados para uma nova subvenção - 3º Convite Fase II, com o objectivo de permitir a implementação das actividades necessárias para consolidar os resultados dos projectos e garantir a sua sustentabilidade e para completar o processo de reforço e consolidar as capacidades das OSCs.